Compromisso com a COMPREENSÃO
17/09/2012 14:14:57

É bem provável que quando nos deparamos com a palavra COMPREENSÃO lidemos com a sensação de que temos que ceder de nossas próprias razões em detrimento de outra ideia ou pessoa. Como somos seres únicos, feitos pelo autor da mais pura forma de amor, temos a necessidade de sermos compreendidos e também termos mais compreensão com o próximo. Mas compreender o outro, passa necessariamente, por compreender-se a si mesmo.
Quanto tempo você destina a você mesmo?
Qual é a qualidade deste tempo?
Quando Jesus, em Marcos 12:31, diz que devemos amar o próximo como a nós mesmos, entendemos e preocupamo-nos em amar ao próximo e em demonstrar este amor por meio de atitudes. A grande maioria gosta muito de deixar seus afazeres e amar somente ao próximo, mesmo que seja por pequenos momentos: um mutirão para reconstrução de uma casa destruída, uma campanha para arrecadação de alimentos, uma mão estendida a um desconhecido acidentado... Mas se você prestar bastante atenção, no texto Jesus apresenta uma prerrogativa muito importante, que é o verdadeiro parâmetro para balizarmos nossas ações e amarmos e compreendermos o outro de fato e de verdade. Devemos buscar amar o próximo como nós a mesmos - nem mais, nem menos. Amor na medida certa. Nossas esposas, filhos, trabalho, amigos, e até mesmo nossos bens ficam muitas vezes em patamares acima de nosso eu. Quando compreendemos que para amar ao outro precisamos antes nos amar tudo fica mais simples, mais claro, mais fácil.
A diferença em saber e ter um compromisso com as pessoas, através da Compreensão, é uma atitude de amor. Somos frutos de diversas situações que nos trazem ao que somos hoje: seres ímpares, de complexidade única, feitos à imagem e semelhança Daquele que é o mentor do Amor.
Jesus não veio para praticar a justiça dos homens, justiça esta que sempre pode se basear nas práticas da reparação e da compensação, e que está sujeita a falhas. Compensamos quem não merece e reparamos erros que cometemos novamente. Jesus, por meio de seu ministério, de sua vida, de seus atos, buscava sempre compreender cada ser humano com quem se deparava. Via em cada um a essência. Para Jesus somos como obras de arte que alguém jamais criou. Sim! EU e VOCÊ somos obras primas! Melhor ainda: somos plenamente compreendidos por Jesus. E ao compreendermos isso, podemos fazer o mesmo com aqueles que estão perto de nós.
A vida é muito mais do que nossos olhos podem enxergar. A Vida é cheia de sensações e mistérios que nos levam a reavaliar sempre nossos conceitos. O que antes era uma lei imutável torna-se algo superado, pronto para uma nova descoberta, um novo encontro. Basta enfrentarmos uma situação de dor, ou de conflito em nossa vida que imediatamente mudamos nosso jeito de agir e pensar. Portanto é fácil digerir que a vida que temos pela frente, pode ser muito mais incrível e sensacional desde que estejamos mais atentos aos segredos que a COMPREENSÃO e o AMOR nos apresentam. Compreender-se é aceitar-se e esta aceitação é um ato de amor a si mesmo!
Exercite a compreensão, pois ela é uma das portas de entrada para revisarmos nossos conceitos e expandirmos nossa visão de mundo. Com a visão ampliada sairemos da mediocridade de uma vida materialista. E esta saída é de fato a COMPREENSÃO de quem somos e para onde vamos. E para onde vamos? Para Jesus, pois só Ele tem as palavras de vida eterna.
André Portes Santos