NATAL – Uma boa notícia!
04/12/2012 16:17:48


Dia desses estava lendo um jornal diário e notei que as principais manchetes falavam de crimes, assaltos, bombardeios, julgamento de assassinatos e, em menor destaque, falavam de cultura e esporte. É triste constatar, mas nossa realidade mudou muito. Antes podíamos sair às ruas à noite sem perigo, sem medo. Hoje, saímos em nossos veículos apavorados, torcendo para que o semáforo não fique vermelho quando passarmos, pois ao pararmos podemos sofrer algo. Até mesmo estar dentro de casa tornou-se um risco, pois ações calculadas estão acontecendo exatamente quando os moradores estão em suas residências. Como diria a minha avó: “sinal dos tempos, final dos tempos”!

Todos os dias somos vítimas de más notícias, mas em dezembro uma boa notícia parece pairar no ar: É Natal. E isso se mostra nas vitrines bem decoradas e nas luzes acesas nas fachadas, sacadas e ruas. O Natal nos tornar melhores, nos faz irmãos e, até mesmo os índices de criminalidade diminuem. Por quê? Porque o amor de Deus, revelado na pessoa de seu filho JESUS, nasceu no mundo e para o mundo. E, quando o amor está no ar, fica difícil não compartilhar este amor.

Mas como as pessoas estão compartilhando amor? Em atitudes simples e que muitas vezes nem envolvem valores monetários. Elas sorriem com mais frequência, apertam as mãos com mais firmeza e sinceridade, preocupam-se em doar alimentos, roupas, calçados, mas principalmente preocupam em doar tempo e tempo é mesmo uma moeda relevante no Natal e que pode ser tremendamente bem empregada. De que maneira? Um amigo meu, saindo em viagem, entristeceu-se por não ter montado a árvore com a filha. Ele viajou pensando nisso e ao retornar trouxe enfeites novos e lindos que encantaram a menina. A montagem da árvore foi especial porque ele pensou sobre o assunto e quis compartilhar o tempo com a filha. Mas, se você não sabe o que fazer, segue sugestões simples:

- Invista tempo em ouvir o outro, mas ouvir mesmo, evitando palpites, interrupções. Ouça com o coração. Chore com o outro, ria muito se a fala for divertida, sofra com os que estão enfermos
e enlutados. Não ceda à pressão: OUÇA!

- Inove fazendo os seus presentes. Pode ser resultado de seu talento ou resultado de um curso rápido. Na Internet hoje há vários tutoriais. Assim que você pode aprender papel marche, macramê, crochê, enfeites com garrafas pet descartáveis. Cartões de origami e muito mais!

- Abrace com carinho e verdade as pessoas ao seu redor. As conhecidas e as desconhecidas também. Dizem os entendidos que cinco abraços diários melhoram o humor. Então, abrace!

- Sorria! Retribua sorrisos e cumprimentos. Sempre que o faço, sou agraciada com a retribuição. As pessoas não são antissociais, elas ficam. E em nossa Curitiba é fácil se retrair, pois a fama de “gelados” dos curitibanos os precedem, mas isso é só um mito. Aqueça o seu coração e sorria! O sorriso “aformoseia” o rosto, melhora a pele e ajuda a retardar o envelhecimento.

- Invista tempo assistindo a um bom filme em família. Veja o que está no telefone ou nos computadores de seus filhos. Eu, que tenho filha adolescente, acabo conhecendo um pouco de tudo que está na moda, graças à influência da minha querida. Ela está muito plugada e compartilha muito coisa comigo, se não fosse a atenção que dedico a ela, não conheceria nem ao menos o “Once Upon On Time”. Não sabe o que é? Melhor pesquisar!

- Saia de casa para ver a decoração natalina e as luzes espalhadas pela cidade. É verdade que a cada ano há menos luzes, mas ainda há os que capricham.

- Conte a história do primeiro Natal para seus filhos. Use figuras para ilustrar ou use recursos domésticos para encenar os personagens. Conte aos seus filhos como Maria, a jovenzinha foi escolhida para ser a mãe do Salvador. Fale de seus medos, o susto que ela deve ter levado ao ver o anjo e ressalte a sua tremenda obediência ao chamado de Deus. Ensine a eles o quanto Maria foi corajosa. Mostre a eles que a vinda de Jesus sempre foi plano de Deus para nos reconduzir de volta a Ele. Lembre que o bebezinho Jesus não tinha berço, não teve um quarto legal para dormir logo depois que nasceu, mas que foi colocado em uma manjedoura de palha, bem simples, mas muito quentinha. Fale dos anjos que cantavam nos céus, dos pastores que deixaram suas ovelhas dormindo para ver o Salvador.

Você pode contar a história usando guardanapos, garfos e facas ou pode incrementar de verdade usando as bonecas de sua filha e os brinquedos de seu filho, geralmente há bichinhos entre eles.

Há muitas maneiras de celebrar o Natal e a melhor delas é mesmo em família e isso é tudo de bom, não é? Ás vezes, a família complica muito as coisas, mas é sempre melhor estar juntinho, pois é onde mais colocamos em prática o lema dos mosqueteiros: “um por todos e todos por um”. Ame a sua família, valorize-a.

Natal – Uma boa notícia compartilhada pelo mundo cristão e até por aqueles que ainda não reconheceram, nem aceitaram o grande presente que Deus deu ao mundo: SEU FILHO – JESUS.
Quem sabe este ano os jornais do dia do Natal terão em suas manchetes a seguinte notícia, que foi profetizada por Isaías:

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, o governo está sobre os seus ombros e o seu nome será: MARAVILHOSO, CONSELHEIRO, DEUS FORTE, PAI DA ETRNIDADE, PRÍNCIPE DA PAZ”. Talvez você diga: Mas, Jesus já nasceu! É verdade, mas ele ainda precisa nascer em muitos corações. É Natal é tempo de levar a BOA NOTÍCIA.
Priscila R. Aguiar Laranjeira