Descobertas – Um vislumbre do Criador.
01/03/2013 13:38:05

Algumas das descobertas mais recentes atestam que o ser humano está tentando conhecer o seu funcionamento. Como tem desenvolvido máquinas cada vez mais potentes e modernas, tenta conhecer como foi desenvolvida a máquina humana. Um feito nada simples, pois o Criador não deixou manual de instruções. Mesmo assim o homem tem tentado e, de certa forma, conseguido mapear o DNA e com este mapeamento concluiu que somos muito mais complexos e muito mais perfeitos do que se pensava.
A comunidade científica se surpreendeu com uma série de avanços nas pesquisas sobre o genoma humano que demonstram existir uma diferença muito maior do que se imaginava entre o DNA de diferentes pessoas. Descobriu-se o óbvio: não somos tão semelhantes aos primatas como se afirmava. Cada indivíduo é único e isso é importante até mesmo para o tratamento de doenças, pois o que é bom e cura uma determinada pessoa, pode não dar o mesmo resultado em outra.
Os cientistas também estão trabalhando seriamente na reprogramação das células. As células-tronco prometem ser a solução para diversos tipos de doenças.
Outra pesquisa determinou a estrutura do receptor Beta2-adrenérgico humano, que regula os sistemas humanos internos ao carregar, pelo corpo, mensagens dos hormônios, serotonina e outras moléculas. Esses receptores são alvo para medicamentos que vão de anti-histamínicos a betabloqueadores.
Pesquisas sobre como células T que combatem vírus e tumores se especializam para fornecer proteção imediata ou de longo prazo também foram importante descoberta. Os autores do trabalho descobriram que, quando se observa uma célula T logo após sua divisão, dois tipos diferentes de proteínas são gerados em polos opostos da célula. De um lado, elas apresentam características de "soldados", e do outro de "células de memória", que podem esperar por anos para combater intrusos.
Outro destaque foram estudos em humanos e ratos que “sugerem que a memória e a imaginação têm seu substrato no hipocampo, um centro crítico de memória do cérebro. Os pesquisadores inferem que a memória no cérebro pode rearranjar experiências passadas para criar cenários futuros”.
Deixando um pouco de lado as investigações na máquina humana, pesquisas conseguiram detectar a origem dos raios cósmicos de alta energia, um dos maiores e mais antigos mistérios da astronomia. O resultado atesta que os raios são emitidos a partir de áreas do espaço onde existem núcleos galácticos ativos. O quê? São galáxias com buracos negros com massa em seu centro. Hummm... Difícil mesmo para nós, leigos, entendermos, mas importantíssimos para a ciência.
As descobertas, pelo menos as maiores e mais significativas dos últimos dois anos referem-se a coisas complicadas como Óxidos metálicos, Spintrônica, Síntese química, mas elas se refletem em nosso dia a dia. Elas mudam a nossa vida. As descobertas nos fazem ter um vislumbre do Criador. E como vislumbramos o Criador? Rico, criativo, inventivo, magnífico, poderoso, que assina suas obras mesmo quando elas são intricadas, complexas, difíceis de serem entendidas a olho nu. Vislumbramos um Criador amoroso, bem-humorado, que aprecia desafios e mistérios. Vislumbramos Deus em cada célula humana, em cada partícula do universo e chegamos inexoravelmente à conclusão: não estamos aqui por acaso, estamos aqui porque o Criador assim o quis e permitiu. Vislumbramos o Criador que se revela em Cristo Jesus, homem e Deus, mais um mistério, mas totalmente amor.
Priscila R. Aguiar Laranjeira